Jornal BLEH!

Ideias e Debates

Espaço destinado a livre opinião, onde as ideias devem fluir e os debates, sempre democráticos, devem ocorrer, não esquecendo que a verdade absoluta não existe e a ponderação é um dom

Tuesday, January 07, 2014

Abertas as inscrições para o 8º Prêmio SAE BRASIL de Jornalismo



Não há limite de matérias por participante

Estão abertas até 28 de março de 2014 as inscrições para o 8º Prêmio SAE BRASIL de Jornalismo, que premiará os 10 melhores trabalhos na mídia impressa e internet – 1º colocado, duas menções honrosas e dois destaques em cada uma das categorias.

Para concorrer as reportagens devem abordar temas relacionados à tecnologia da mobilidade nos segmentos terrestre (sobre rodas e ferroviário), aeroespacial e naval. Além disso, as matérias devem ter sido publicadas no Brasil na mídia impressa ou internet no período entre 1º de março de 2013 a 21 de março de 2014.

As reportagens devem ser enviadas exclusivamente pelo site http://www.saebrasil.org.br/premio-jornalismo-2014/. Na categoria Mídia Impressa os arquivos devem constar o nome do veículo de comunicação, a data e o local da publicação da matéria, e esta ser enviada em PDF ou ZIP. Na categoria Internet o texto deve ter sido originalmente produzido para essa mídia e gravado digitalmente em formato PDF ou ZIP. 

A comissão julgadora, composta por dois jornalistas e um representante da SAE BRASIL, elegerá 10 finalistas, cinco por categoria. Os primeiros colocados (um por categoria) receberão R$ 7 mil em dinheiro; as menções honrosas (duas por categoria) serão contempladas com R$ 2 mil cada uma; e os destaques (dois por categoria) receberão certificados. Os prêmios são pessoais e intransferíveis.


“Como veículo fundamental para o registro dos processos sociais e da história de um País, o Jornalismo é também a alavanca do conhecimento tecnológico perante a sociedade e merece a nossa homenagem na figura do Prêmio SAE BRASIL de Jornalismo”, afirma o engenheiro Ricardo Reimer, presidente da SAE BRASIL.

Wednesday, January 02, 2013

Atitudes para o ano que começa


A qualidade da sua vida depende de suas ações

Começo do ano é época de mudanças. Mudar o que não está legal e manter o que está dando certo. Ontem, no Facebook, um amigo colocou as seguintes palavras:

"Na boa, não gaste energia do seu coracao, da sua mente, dos seus rins e figados, com coisas e palavras sem importancia, viva o momento, viva com simplicidade e pela simplicidade, curta e compartilhe aqueles(as) que te fazem feliz e ajude dentro da sua possibilidade quem precisa. Abs, feliz 2013, não seja cruel contigo."

Parece óbvio que devemos agira assim, não é? Aliás, quantas vezes lemos ou ouvimos algumas coisas que pensamos "por qual motivo não estou agindo assim?".

Há algum tempo ouvi no rádio, acredito que na CBN - não sei o nome do colunista - algumas palavras sobre como resolver um problema.

A ideia é que um problema nunca é resolvido e sim passado adiante. Resumindo, o colunista dizia que se o empresário está com problemas para fechar as contas ele demite alguns funcionários; passa assim o problema para os funcionários. Os funcionários, com o problema do desemprego, deixam de comprar pizzas aos fins de semana; passam o problema para o dono da pizzaria. O dono da pizzaria, com o problema da queda de vendas demite um dos "pizzaiolos"; passa o problema adiante...e assim vai.

Outra coisa bem legal que ouvi dizia, mais ou menos assim: o problema tem solução? Se sim, não se preocupe que ele será resolvido. O problema tem solução? Se não, não se preocupe, afinal ele não tem solução mesmo.

Então, como diz o meu amigo, "não seja cruel contigo". Feliz 2013!!!

Thursday, December 27, 2012

E o ano de 2012 vai chegando ao fim


Muito aprendizado em um ano de boas conquistas

E vai chegando ao fim o ano de 2012. Culturalmente chegamos nesta época do ano analisando o que fizemos ou deixamos de fazer e traçamos planos para o ano que vai começar.

Eu sempre penso que fiz pouco. Que era possível fazer mais. Mas, este "mais" nem sempre depende apenas das minhas ações. Assim o sentimento de "culpa" acaba sendo diminuído.

Quero apenas que durante o ano de 2013 eu tenha muita saúde. Eu e as pessoas que estão ao meu redor: família, amigos, colegas etc. O restante, com muito trabalho e determinação, conseguimos.

Quero também ter a sabedoria para resolver e enfrentar os problemas da vida. Afinal são eles que nos fortalecem e que nos faz dar valor às conquistas.

Feliz 2013!

Monday, December 10, 2012

Algumas coisas que não dá para acreditar


Atitudes que podem ser mudadas e melhoradas

Mais um ano chegando ai fim. E, na média, posso afirmar que foi bom demais. 

Profissionalmente, algumas situações "engraçadas" envolvendo o trabalho com o Jornal Alpha Autos.

Tivemos um lançamento da Land Rover, que saia do Hotel Transamérica e ia até o Haras Larissa. Tive o privilégio de ir (e voltar) com a Suzane Carvalho - gente boa demais. Lá no Haras tivemos algumas atividades etc. A parte engraçada: na volta, enquanto eu esperava chegar o carro que o manobrista do hotel tinha ido buscar, uma colega jornalista (que passou o dia todo comigo no evento e, claro, não foi a Suzane - e eu não sei dizer agora qual o nome dela) veio e me entregou o seu tíquete - para que eu fosse buscar seu carro...

Uma outra situação, mais recente, na Fazenda Capuava, onde a Ford reuniu alguns jornalistas para mostrar (e testar) as tecnologias globais dos seus veículos. Eu estava na segunda turma, cheguei no local por volta das 12h. Um colega jornalista, quando me viu, disse: "até você está aqui hoje?".

Pior mesmo quando você está conversando com um jornalista, chega um terceiro jornalista, cumprimenta com um aperto de mão quem está falando com você e...nem olha para você. Outro privilégio que tive no almoço de confraternização da Ford.

Talvez seja muita inocência, mas bem que podia ser um pouco (um pouco mesmo) mais amistoso os relacionamentos. E ai não apenas na questão profissional (e também não apenas quem cobre o setor automotivo).

Vale refletir.

Tuesday, December 04, 2012

As pessoas insistem na distância

A ideia de ser próximo e amigo nem sempre é aceita

Tenho observado que muitas pessoas preferem ser sozinhas. Não falo de relacionamento, de marido e esposa, namorado e namorada etc. Sozinhas de amigos.

A desconfiança tomou conta. Você ser simpático nos dias atuais soa como "interesse" e não como uma ação de boa vontade.

O pior que penso, penso e penso e não consigo encontrar uma saída para mudar isso. A semente caiu no coração das pessoas, criou raiz e está muito forte.

O que espero é que, nas suas noites de sono, as pessoas consigam refletir sobre isso e, quem sabe, mudem suas atitudes.

Thursday, November 22, 2012

Vamos correr que tem promoção

Uma sexta-feira para estourar os orçamentos

Recebi muitos emails nos últimos dez dias sobre a tal "Black Friday". Mais uma "novidade" que vem dos Estados Unidos, onde tal promoção já é tradicional.

Ouvi na BandNews FM quarta-feira, com o Luiz Megale, que lá a coisa é séria e já teve mortes - um senhor, ano passado, morreu pisoteado. Quanta vontade de consumo.

Sinceramente vejo nisso uma grande bobagem. Li agora mesmo no Facebook um colega escrever que a tal Black Friday é "pra todo mundo gastar o que não tem e comprar o que não precisa".

Mas, mudando de assunto, acontece hoje na cidade de São Paulo a Oktober Fest. Embora em novembro, a festa é a mesma que acontece lá no Sul - inclusive tem o apoio deles.

Com o amigo Marcel Agarie vou conhecer e, dependendo como for, escrevo alguma coisa por aqui depois. Já estou imaginando como deve ser uma festa com bebida livre...

Tuesday, November 20, 2012

Outro retorno

Volto a escrever no Ideias e Debates depois de mais uma ausência

Incrível como as obrigações me faz deixar de lado algumas coisas que sinto prazer. Uma delas é ler. Tenho lido pouco demais. Consigo ler um jornal inteiro apenas quando vou ao mercado, peço um café e leio o que tem disponível.

Outra é escrever aqui no blog Ideias e Debates. Gosto demais do espaço, afinal é meu e posso escrever qualquer coisa. Qualquer mesmo. Posso elogiar, xingar, viajar. Enfim, tudo.

E não foi por falta de assuntos que me ausentei. Acredito, não apenas eu, mas qualquer outro que goste de escrever, ser possível escrever uns três textos por dia de tanto assunto que temos.

O mais recente envolve o meu querido Palmeiras, que pela segunda vez caiu para a série B do campeonato brasileiro. Mas, pensando bem, deixar de falar sobre o assunto é até bom, afinal eu poderia perder bem mais que meia dúzia de amigos.

Quero finalizar o pequeno texto de retorno com uma homenagem ao amigo Wellington, que infelizmente nos deixou a pouco com apenas 25 anos. Lembro-me dele com uns seis anos. O pegava no colo. Escrevendo, ainda não acredito que não está mais por aqui.

Followers