Thursday, March 19, 2015

“Caminhada do Sono” alerta sobre os males de uma noite de sono ruim




Especialistas vão tirar dúvidas e informar as causas e tratamentos para os distúrbios do sono

Sérgio Dias

A terceira edição da “Caminhada do Sono” acontece no domingo, 22 de março, no Parque Ibirapuera, às 9 horas. O ponto de encontro será no Portão 7 – entrada pela Av. República do Líbano. 

Neste ano a “Caminhada do Sono” será realizada através da parceria entre Physical Care e VitalAire, duas referências no tratamento de distúrbios do sono e respiratórios. 

Trata-se de um evento voltado ao bem-estar e à saúde, com objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância de um sono adequado. 

Cerca de 500 participantes são esperados nesta edição e o percurso, que é de três quilômetros, leva pouco mais de uma hora. 

Para participar é necessário se inscrever no site www.caminhadadosono.com.br gratuitamente. Os inscritos ganharão uma camiseta personalizada no dia e se recomenda chegar com uma hora de antecedência para sua retirada.

Thursday, March 12, 2015

AX4B conquista o Microsoft Gold Cloud Platform




Empresa foi a primeira a obter a principal certificação da nuvem da Microsoft na América Latina

Texto: Sérgio Dias

A AX4B (http://www.ax4b.com/), empresa de tecnologia conhecida por ser um parceiro de confiança de seus clientes, acaba de receber a certificação “Microsoft Gold Cloud Platform”. Com esta certificação a AX4B comprovadamente é capaz de criar soluções de infraestrutura com alta disponibilidade utilizando uma rede de datacenters espalhada pelo mundo. A AX4B foi o primeiro parceiro da Microsoft na América Latina e um dos dez parceiros globais a receber esta certificação.

Hoje no Brasil, mais de 3.500 empresas utilizam o Azure para todos os tipos de cenários, de ambientes de testes a grandes ambientes de produção; globalmente, mais 1.000 empresas por dia estão expandindo ou migrando seus datacenters locais para o Datacenter da Microsoft. 

Para Renato Rocha, Diretor Comercial da empresa, o cliente conta com um diferencial: o contato direto com a Microsoft. “A AX4B participa de mesas redondas com os principais engenheiros dessa plataforma no mundo todo, levando assim, as necessidades de seus clientes direto ao time da Microsoft.”, completa o executivo.

A AX4B já desenvolveu projetos para vários clientes e uma das grandes vantagens é que, o investimento inicial na plataforma é muito baixo, pois diferente dos datacenters tradicionais, o da Microsoft não precisa que sejam adquiridos servidores específicos para um cliente. O modelo da Microsoft já possui um poder de processamento pronto para uso. Após o desenho de solução que a AX4B propõe utilizando a plataforma, o cliente fecha um contrato e paga mensalmente por uma solução com SLA de 99,95%, além disso conta com uma equipe de suporte técnico altamente especializada. Na adoção deste tipo de serviço, você paga pelo uso, ou seja, se desenharmos um ambiente que precisa ficar ligado apenas 12 horas por dia, as outras 12 horas, não serão cobradas quando o servidor é desligado. Isso é possível pois o time da AX4B possui mais de 4000 scripts prontos para uso.

Ao adotar essa estratégia de expansão de datacenter, o profissional de TI terá mais agilidade para apoiar os times de negócio da sua empresa, seja qual for o segmento, em virtude de já possuir milhares de servidores fisicamente instalados, cabendo a AX4B, aplicar seus conhecimentos no uso da plataforma. Após a assinatura do contrato, a criação dos ambientes pode se iniciar no mesmo dia, e em poucos dias estar pronto para ser acessado pelos usuários.

Sobre o AZURE

É a plataforma de infraestrutura em nuvem da Microsoft: uma coleção crescente de serviços integrados, como computação, armazenamento de dados, rede e aplicativos, que ajudam você a avançar mais rápido, realizar mais e economizar dinheiro. 

O Azure oferece SLAs com disponibilidade de até 99,99%, suporte técnico vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana e monitoramento de integridade de serviço contínuo. É por isso que, mais de 57% das empresas da Revista Fortune 500, já aderiram ao Azure atualmente. Como principal característica, é a única grande plataforma de nuvem classificada pelo GARTNER como líder da indústria tanto para IaaS (Infraestrutura como um Serviço) e PaaS (Plataforma como um Serviço). Esta potente combinação de serviços gerenciados, permite criar, implantar e gerenciar aplicativos da maneira que você desejar para alcançar uma produtividade e disponibilidade antes possível somente a grandes corporações.

O datacenter da Microsoft dá suporte a qualquer sistema operacional, idioma, ferramenta e estrutura, desde o Windows até o Linux, do SQL Server ao Oracle e do C# ao Java.

Segurança

Muito se fala hoje sobre a segurança dos dados na nuvem. Diante disso a Microsoft, fazendo jus ao status de maior empresa de tecnologia do planeta sai na frente de seus concorrentes mais uma vez e foi o primeiro datacenter a aderir ao ISO/IEC 27018, padrão de privacidade de dados na nuvem. Em termos gerais, isso significa que a Microsoft não irá ler os dados armazenados em seus datacenters para outras finalidades. Você controla seus dados e sabe exatamente onde estão e como.

Sobre a AX4B

A AX4B quer entender e desempenhar um trabalho 100% adaptável à necessidade do cliente, comprometido com a qualidade, com o custo e com os prazos de entrega assumidos, fornecendo um serviço sustentável e inovador de parceria de negócios. A AX4B auxilia seus clientes a desenvolverem o próprio roadmap de evolução de TI.

Sunday, February 01, 2015

O Palmeiras é grande!




Início da temporada 2015 deixa os torcedores confiantes

Não é segredo: sou Palmeiras! E depois de alguns anos de "sofrimento", parece que vou ter motivos para comemorar, e muito, com o time em 2015.

Que seja assim! E vale ver o vídeo emocionante, gravado momentos antes da partida contra o Audax Osasco.

Friday, January 30, 2015

Quem são os responsáveis pelo trânsito?



Muito cômodo dizer que se trata do grande volume de veículos

Não tem jeito: qualquer cidade média em horários de pico tem trânsito. Nas grandes, dependendo do local, são 24 horas de trânsito. Um bom exemplo na cidade de São Paulo é a avenida Rebouças.

O grande volume de veículos nas ruas, evidente, é o grande responsável pelo trânsito. Mas, eles não estão sozinhos. Os "motoristas" que só querem levar vantagem contribuem (e muito).

Vivo diariamente situações que, se todos agissem da forma correta, seria melhor para uma boa fluidez do trânsito. São aqueles que param em locais proibidos. Os que trafegam na faixa exclusiva dos ônibus e, la na frente, querem (e entram) na faixa correta. E por ai vai. 

O respeito no trânsito funciona muito mais que qualquer sinalização. Vale parar agora um pouco e refletir: você está agindo de forma correta?

Monday, January 19, 2015

Pequenas Frustrações - Grandes Problemas



Considere-as pequenas contrariedades que fazem parte da vida e não como calamidades

Rick Warren*

Muitas vezes fico perplexo por testemunhar como pequenas frustrações no ambiente de trabalho se avolumam, culminando em atitude desastrosa na hora de irmos para casa. O sábio rei de Israel, Salomão, escreveu milhares de anos atrás: “Peguem as raposas, antes que elas estraguem a nossa plantação de uvas...” (Cântico dos Cânticos 2.15). Cada ambiente de trabalho tem seus problemas exclusivos, questões que podem surgir para arruinar o mais agradável e pacífico dos dias.

Tenho aprendido que as frustrações que experimentamos no trabalho e no meio profissional geralmente pertencem a três tipos:

Interrupções. Surgem sob a forma de visitas inesperadas ou telefonemas (como o que recebi enquanto digitava esta frase!). Elas têm um modo sinistro de surgir sempre que temos um prazo fatal a cumprir ou um assunto importante requer nosso tempo. Mesmo preparativos mais cuidadosos são insuficientes para impedir que nossos melhores planos sofram interrupções.

Inconveniências. Interrupções aparecem sob a forma de pessoas, mas inconveniências comumente envolvem coisas – ferramentas e “conveniências” modernas que nos abandonam em queda livre quando deixam de funcionar. É a copiadora que quebra e perde-se tempo para colocá-la em operação novamente. O tráfego engarrafado, deixando-nos imóveis, incapazes de chegar a tempo para a reunião marcada. Ou quando não conseguimos encontrar um documento importante para a apresentação.

Irritações. Geralmente causadas por atrasos de vários tipos: pessoas não confiáveis que deixam de cumprir o que prometeram; o “esconde-esconde” com quem precisamos falar, trocando mensagens, mas sem conseguir contato direto; uma doença sem gravidade, mas que nos deixa um trapo; clientes que não reconhecem o que estamos tentando fazer em favor deles.

Quer gostemos ou não, interrupções, inconveniências e irritações são parte da vida. Não importa o quanto tentemos - não é possível eliminá-las. Garanto que você vai se deparar com esses três tipos de frustração ao longo desta semana. Embora não possamos evitá-las, podemos aprender a impedir que nos causem estresse desnecessário. Qual o segredo para lidarmos com frustrações?

- Não resista a elas. Aceite-as. Não reaja de modo exagerado, nem tenha uma explosão de ira.
- Não fique ressentido com elas. Não intensifique-as, interiorizando a ira.
- Não se resigne com elas. Recuse-se a ser indulgente caindo na autopiedade por causa de um obstáculo inesperado.
- Reduza sua importância. Trate-as como significativas, mas sob a devida perspectiva.

Considere-as pequenas contrariedades que fazem parte da vida e não como calamidades.

A Bíblia ensina que um dos sub-produtos da sabedoria é a paciência. Precisamos olhar as circunstâncias sob a perspectiva de Deus. Quando estou em sintonia com Deus, lembro-me que Ele tem todas as coisas debaixo do Seu controle, embora eu não as tenha. Como Gálatas 5.22 nos ensina: “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência...”

* Rick Warren, escritor e conferencista, autor do best-seller "The Purpose-Drive Life" (Uma Vida Com Propósitos), traduzido em várias línguas através do mundo. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes

Friday, January 16, 2015

O Allianz Parque não está livre dos cambistas




Eles agem livremente e contam com "parceiros"

Qualquer torcedor do Palmeiras quer conhecer o novo estádio. Quem já foi, quer ir novamente. Tive a oportunidade de ir no show do Paul McCartney - contra o Sport, na estreia, não consegui ingresso por menos de R$500,00 e achei prudente deixar para depois.

O depois seria agora, no amistoso que a equipe faz contra o time chinês Shandong. Aproveitaria para levar meu filho (dez anos) e um amigo e cunhado que mora no interior - e tão palmeirense como eu.

Os ingressos mais baratos (R$40,00) acabaram e, na bilheteria, os preços estavam a partir de R$150,00. Mas, os cambistas têm ingressos mais baratos...e te abordam sem nenhum constrangimento na boca da bilheteria. Negociam com você ali, na cara do gol.

Inocentemente, acreditava que a parceria Palmeiras e WTorre mudaria alguma coisa. Mas não. Os cambistas têm "parcerias" com pessoas do Palmeiras e, acredite, com lojas do Shopping Bourbon, que passam o cartão de débito para eles. Tudo muito profissional.

Como cidadão, liguei para o 190. Identifiquei os dois que estavam vendendo (um deles com a camiseta da escola de samba Mangueira - fácil demais de identificar)...e, quase uma hora depois nenhuma viatura apareceu. Talvez seja mais um "parceiro" deles.

Caso queira falar comigo é só enviar um e-mail para sergio.jornalista@terra.com.br.

Saúde e Paz!

Wednesday, January 14, 2015

Quando é bom não ser chamado pelo nome




O prazer que só quem é pai sabe quando um filho te chama

Fui pai bem jovem. Tinha acabado de completar 19 anos em abril e em setembro minha filha nasceu. E pouco tempo depois aconteceu a separação da mãe dela.

O mais difícil foi ficar longe dela, pois estava comigo todos os dias. Ainda conseguia vê-la toda semana, o que amenizava a dor da distância.

Mas, o que também me deixava chateado (e preocupado) era o fato de, eventualmente, ela chamar alguma outra pessoa de pai - e não eu. Preocupação que se mostrou desnecessária e até infantil...mas, analisando hoje (rs). Na época foi complicado.

Depois da primeira filha vieram outros dois e agora são três. E o prazer de ouvir eles me chamando "pai" não tem preço. Filhos de uma conhecida chamam ela (mãe) e avó pelo nome! Não imagino meus filhos agindo assim. E ainda bem não precisei agir neste sentido.

Enem

No universo de 6 milhões, mais de 500 mil candidatos zeraram na redação. Alguma coisa precisa mudar e com urgência. 

O problema não está apenas na escola, que precisa ser melhorada. Mas na educação que as crianças recebem em casa - muitas vezes inadequada em razão da educação que os pais tiveram etc. É necessário se encerrar o ciclo vicioso.

Ciclovias em São Paulo

Sobre as críticas que escuto e leio, entendo que as ciclovias que estão tomando conta da cidade de São Paulo devem dar "frutos" em curto e longo prazo. 

Não é algo para amanhã e sim para o amanhã. Está aqui o registro para podermos falar mais depois.

Caso queira falar comigo é só enviar um e-mail para sergio.jornalista@terra.com.br.

Saúde e Paz!

Jornal BLEH!

Followers